Escolha uma Página

O atual cenário da formação em engenharia no Brasil é tema de artigo realizado pelo professor Aécio Freitas Lira, diretor acadêmico da EduQualis – Educação de Qualidade. O assunto foi discutido durante a segunda edição do seminário ‘Engenheiro do Futuro’, evento sediado pela Universidade Federal de Minas Gerais, no mês de julho.

A ampliação em cerca de 400% na oferta de cursos nos últimos dez anos, assim como o baixo nível de excelência das graduações chegam a apontar uma urgente necessidade de reestruturação da formação oferecida ao profissional da engenharia. Em contrapartida, o fechamento de cursos começa ser uma iminente ameaça para a área, a qual recebe mais de 15 mil novos alunos por ano somente em Belo Horizonte.

Repensar a grade curricular, o tempo de graduação e a política educacional tendem a ser apontamentos para a mudança de perspectiva em torno da engenharia brasileira. Mas, afinal, qual será o futuro da engenharia? Quais serão as estratégias para a próxima década? Essas e outras questões são abordadas no texto que também explica de que forma a Medicina torna-se aliada na busca de inovação e tecnologia.

Prof. Aécio Freitas Lira, Ph.D.
Diretor Acadêmico da EduQualis – Educação de Qualidade. Ex-diretor da Escola de Engenharia da UFMG. Ex-professor visitante da University of Illinois, USA.